E. G. White comenta os três primeiros séculos de perseguição

 


<